Artigos
Ruptura do Tendão de Aquiles

A ruptura do tendão de Aquiles (calcanhar) é uma lesão que afeta a parte de trás da perna e ocorre mais comumente em pessoas que praticam esportes de impacto. A lesão é geralmente seguida por dor extrema e uma incapacidade de utilizar a metade inferior da perna, até mesmo para andar. A lesão pode ser desde um simples estiramento, passando pela lesão parcial ou total. Qualquer uma delas é debilitante e, se você for correr, ficar na ponta dos pés ou jogar qualquer tipo de esporte, vai ter dificuldade. A boa notícia, porém, é que você pode fazer uma série de coisas para tentar evitar essas lesões.
Dor e inchaço perto do seu calcanhar, acompanhados ou não de hematoma são comuns. Ocorre uma incapacidade de dobrar o pé para baixo ou "empurrar" a perna no impulso da marcha, ou até mesmo ficar na ponta dos pés. Um som de estalo ou rotura, quando ocorre a lesão também conhecido como sinal da pedrada, portanto você deve consultar imediatamente um ortopedista se você sentir qualquer um desses sinais ou sintomas para ser avaliado.
A lesão geralmente ocorre na região do tendão que é menos vascularizada, localizada a 4 ou 5cm do ponto em que se liga ao osso do calcanhar. Este local pode estar predisposto à ruptura porque fica com menor fluxo de sangue, o que pode prejudicar a sua capacidade de cicatrizar. As lesões muitas vezes são causadas por um aumento repentino na quantidade de estresse no tendão de Aquiles, algumas doenças e medicamentos ou a própria degeneração. Exemplos comuns incluem:

  • Aumento da intensidade no esporte (treino ou competição)
  • Pisar em um buraco, ou torção com ou sem contato físico
  • Fraqueza muscular ou degeneração tendinosa
  • A idade média para ruptura do tendão de Aquiles é de 30 a 40.
  • Cinco vezes mais probabilidade de ocorrer em homens
  • Ocorrem com mais frequência em esportes que envolvem corrida, salto e arranques e paradas repentinas
  • Infiltraçao com corticoide para reduzir a dor e inflamação pode enfraquecer os tendões e tem sido associada com ruptura do tendão de Aquiles quando realizada mais de duas a três vezes por ano
  • Certos antibióticos como fluoroquinolonas, como a ciprofloxacina (Cipro) ou levofloxacina (Levaquin), aumentam o risco de ruptura

info ruptura do tendão de Aquiles  (Foto: arte esporte)

Reabilitação:

Após o tratamento, se cirúrgico ou não cirúrgico, você vai passar por um programa de reabilitação que envolve exercícios de fisioterapia para fortalecer os músculos das pernas e tendão de Aquiles. A maioria das pessoas voltam ao seu nível anterior de atividade em média de quatro a seis meses.
A fisioterapia Esportiva auxilia inicialmente no tratamento de dor e inflamação, seguida de alongamento e fortalecimento. No caso de uma reabilitação na Fisio Personalizada, além do tratamento inicial incluímos tratamento na água e que auxiliam no alongamento, relaxamento, propiocepção e fortalecimento. O objetivo da Fisio Personalizada é a inclusão do atleta ou paciente novamente à pratica do esporte.
Além disso, fazemos um tratamento multidisciplinar com os profissionais de Educação Física, deixando o paciente apto para à pratica de musculação.
Quanto mais cedo o diagnóstico mas rápido será o retorno à atividade física

Para reduzir a chance de desenvolver problemas de tendão de Aquiles, siga estas dicas:

  • Alongar e fortalecer os músculos da panturrilha.
  • Não saltar durante uma corrida sem estar devidamente aquecido
  • Fortalecimento e exercícios também podem ajudar o músculo e tendão a absorverem mais força e evitar lesões.
  • Varie os exercícios. Alternando esportes de alto impacto, como a corrida, com esportes de baixo impacto, como caminhadas, andar de bicicleta ou nadar. Evite atividades que colocam o estresse excessivo nos tendões de Aquiles , tais como subidas e pular durante as atividades.
  • Escolha as superfícies com cuidado. Evite ou limite a correr em superfícies duras, irregulares ou escorregadias.
  • Vista-se adequadamente para o tempo frio e use tênis com boa absorção de impacto
  • Aumente a intensidade do treino lentamente. Lesões do tendão de Aquiles comumente ocorrem depois que uma pessoa aumenta abruptamente os treinos.
  • Aumente a distância, duração e frequência de sua formação, não mais do que 10% a cada semana.

* As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com.

Fisio Personalizada © 2013 | Todos os Direitos Reservados | Web Design - Masters da Web